Top 10 dicas de segurança WordPress

By Ana Páscoa

segurança-WordPress.

Dicas de segurança WordPress: Nunca é demais repetir que a confiança na certificação do WordPress é um dos maiores cuidados que deve ter quando tem um blog ou site. Por ser o maior sistema de gestão e criação de conteúdo na Internet, o WordPress tem vindo a ser apontado com um dos sistema mais invadidos da internet.

No entanto, não tem com que se preocupar! Felizmente, é também um dos mais seguros e não faltam formas de aumentar a segurança WordPress.



Neste artigo, apresentamos-lhe 10 dicas de segurança WordPress para começar a aplicar de forma muito fácil e simples no seu blog hoje mesmo. Garanta uma maior segurança WordPress com as dicas do Kit Criar Blogs! Estas 10 principais medidas que podem ser tomadas para corrigir alguns buracos de segurança básicos ou práticas ilegais que geralmente estão presentes em milhares de blogs WordPress hoje:


Segurança WordPress uma responsabilidade permanente

 Segurança-uma-responsabilidade-permanente

Créditos da imagem: https://pixabay.com

1. Ocultar os nomes de usuário dos autores


Associado a um autor está sempre um nome de usuário no sistema. É importante que esconda esses nomes de usuário para que não seja encontrado pelos hackers e bots. Para isso, é preciso colocar no perfil do painel do WordPress um username e display name (nome que aparece associado à autoria) diferente do username utilizado para fazer login. Este último deve ser o mais complexo possível.


2. Reconsiderar Plugins de Segurança


Instale plugins de segurança com o Wordfence que permitem barrar quaisquer infeções ou tentativas de entrada forçada no seu blog. Para além de uso de passwords fortes, é importante que crie uma barreira suplementar na segurança WordPress.


3. Fazer download de plugins só a partir de recursos conhecidos


É um dos maiores conselhos de segurança WordPress: nunca faça downloads de plugins ou temas de fontes que não são fidedignas. Utilize só recursos oficiais do WordPress ou de empresas e agências reconhecidas no mercado WordPress.

Em caso de dúvida, antes de comprar ou descarregar o plugin ou tema que deseja adquirir, faça uma pesquisa no Google pelo nome do produto, do desenvolvedor ou agência, para tentar perceber se outras pessoas já utilizaram esse recurso e se estão satisfeitas com ele.


4. Auditoria da sua segurança


Esteja atento a todas as atualizações de segurança que possam ser associadas ao seu blog. As atualizações regulares é uma das mais importantes formas de segurança WordPress, pois só estas garantem que o seu blog fique atualizado (tanto a nível de ficheiros de plugins como do próprio tema) contra as mais recentes conhecidas formas de invasão.


5. Mantenha seu computador atualizado, também


Para além de ter que estar atento ao seu site ou blog, a segurança WordPress do seu espaço online passa também pelo seu computador. Vírus ou malwares podem entrar no seu computador e conseguir aceder de forma remota o seu blog WordPress.

Manter o seu computador atualizado e correr de forma regular scans de vírus é importante para evitar que hackers consigam entrar no seu equipamento e rede.


6. Escolha o melhor hospedagem que pode pagar: Hospedagem e segurança ao nível do servidor

Hospedagem e segurança

A casa do seu blog é um aspeto importantíssimo e crucial no que toca à segurança WordPress. Escolha uma hospedagem boa, otimizada para a plataforma WordPress e que tenha bons feedbacks de utilizadores.


Garanta que a sua hospedagem e servidor tenham alguns recursos de segurança como backups diários ou semanais, para garantir que nenhum dado é perdido durante possíveis invasões, bloqueios ou atualizações.


7. Esteja atento às novidades e atualizações do WordPress


Blogs temáticos e especializados como o WPThemeDetector permitem que esteja ao corrente do que se passa no universo WordPress. Novas medidas de segurança, novidades a nível de atualizações ou dados importantes relacionados com a segurança WordPress são publicadas e discutidas com regularidades nestes blogs.


8. Cuidado com o SPAM em conteúdo


Outro aspeto a ter em atenção é o conteúdo SPAM que pode surgir no teu blog. Instale um plugin seguro, como o Askimet, para evitar que comentários de robôs e hackers sejam publicados no seu blog.

Conteúdo com SPAM é uma forma de hacker um blog através de conteúdo, ligando através de linkbuilding o seu blog a sítios pouco seguros da Internet.


9. Quanto custa para proteger o WordPress


Apesar de existirem diversos plugins e ferramentas de segurança WordPress pagas, aplicando estas técnicas no quotidiano é possível garantir uma segurança WordPress básica que garante a segurança dos seus leitores e dos seus conteúdos…de forma gratuita!


10. Suporte, Desempenho e Manutenção do WordPress

Uma manutenção regular do seu WordPress ajuda também a garantir a sua segurança. Para além das atualizações regulares, aplique as seguintes técnicas para que o seu blog esteja sempre limpo e seguro:

manutenção-Wordpress
  • Elimine o spam dos comentários,
  • Elimine os rascunhos inutilizáveis e esvazie a lixeira,
  • Otimize o banco de dados do WordPress

Para maiores informações e manipulações em banco de dados e servidor, contacte o suporte da sua hospedagem.




Conclusão: a segurança WordPress não precisa de ser intimidante

Otimizar a segurança do seu WordPress é garantir que o básico está lá: sistema sempre atualizado, passwords e nomes de utilizador fortes e dificilmente adivinhados por piratas informáticos ou hackers, uso de plugins e temas fidedignos e cuidados redobrados com o uso do seu computador e internet.

Pode ser intimidade, mas ter a segurança WordPress sempre a um nível garantido permite que o seu blog seja um espaço seguro e no qual os seus leitores se sintam bem. Mais dúvidas? O espaço de comentários abaixo está aberto à conversa!

Follow

About the Author

Persistente e com muita dedicação estudei e aprendei sobre um universo que muitas pessoas têm medo de entrar. Sou a mulher por detrás do projeto KitCriarBlogs.com uma plataforma totalmente inovadora que promete revolucionar a aprendizagem do WordPress.

(2) comments

Add Your Reply
Translate »