Category Archives for "Dicas Online"

Set 26

Imagens para Publicar no Seu Blog onde encontrar?

By Ana Páscoa | Dicas Online

Imagens para Publicar

Onde encontrar imagens para publicar no seu blog? Uma imagem vale mais do que mil palavras. Todos já ouvimos dizer isso e não é por acaso: é porque é mesmo verdade!

A caça por uma boa imagem para ilustrar o conteúdo escrito é uma das aventuras mais difíceis de um blogger ou webmaker.

Quantas vezes navegou por um blog e abriu um conteúdo, apenas, devido à imagem que ilustrava o mesmo?

Quantas vezes começou a seguir uma conta no Instagram ou no Tumblr apenas porque uma imagem lhe chamou a atenção?

Ou quantas vezes parou numa postagem do Facebook porque o conteúdo visual era interessante? Muitas, suponho.

Como escolher imagens para publicar no seu blog

A verdade é que o conteúdo visual, atualmente, é mais chamativo que o conteúdo escrito. Claro que um bom título a acompanhar uma boa imagem é a combinação perfeita!

Mas a questão central, neste momento, é o conteúdo visual. Onde pode encontrar esse conteúdo visual que vai fazer toda a diferença no seu blog? Será que pode ir procurar no Google Images?

Será que que existem sites? Fotos próprias serão a única solução?

Descubra tudo sobre onde encontrar imagens para o seu blog e comece a melhorar o conteúdo visual do mesmo.

 Seguem algumas dicas de como usar as imagens para potencializar o seu conteúdo e informações úteis sobre como encontrar as imagens maravilhosas.

Vamos parar de falar sobre o que fazemos e começar a falar sobre o que acreditamos. Simon Sinek

Click to Tweet

Porque deve usar imagens para produzir engajamento social?

Se parar para pensar, um bom conteúdo visual irá refletir todo o conteúdo escrito. Ou seja, o conteúdo visual deve estar ligado, de forma íntima, com o conteúdo escrito.

Dessa forma, o leitor irá sentir-se mais próximo ao conteúdo e, com certeza, sentirá necessidade de o partilhar com os seus contactos.

Além disso, atualmente, os conteúdos visuais são os mais partilhados nas redes sociais. Se conseguir usar um conteúdo visual que chame a atenção do seu leitor, certamente, conseguirá que esse seja partilhado e, consequentemente, o seu blog divulgado.

Esta é uma das técnicas mais usadas por parte de empreendedores online ou offline e, sem dúvida, uma que traz resultados positivos se bem implementada.

conteúdo visual da web

Créditos imagem: Pixabay

Quais as regras para uso de conteúdo visual da web?

Muitas pessoas, para criar conteúdo visual para um website, entram no Google Images, fazem a pesquisa, guardam a foto e fazem o carregamento para o próprio site.

Essas pessoas, inclusivamente, pensam que não existe qualquer problema em fazê-lo. Mas existe!

Vamos entender com um exemplo lógico: se copiar um texto na íntegra é plágio, punível por lei, usar uma imagem que pertence a terceiros não será algo idêntico?

Sim, é! As imagens e os textos estão protegidos pelos mesmos direitos de autor.

Portanto a má notícia é que encontrar conteúdo visual não é tão simples como fazer uma pesquisa no Google.

A boa notícia é que existem milhões de fotografias que podem ser usadas por si, pois estão livres para uso.

Tipos de licenças de protecção de imagens

  • Antes de descobrir, ao certo, onde encontrar imagens para seu blog, deve descobrir quais os tipos de licenças para proteger as suas próprias imagens. As licenças devem ser indicadas na tag ALT, que é associada às imagens, ou na legenda dessas mesmas imagens.
  • Seja qual for a escolha, as licenças mais comuns para uso são a “All Rights Reserved”, muito usada no mundo online, e a “Creative Commons By”, usada quando é necessário dar o crédito ao autor. Portanto procure pela licença de proteção de imagem e, caso essa informação não seja encontrada, não use a imagem sem contactar o autor.

Onde encontrar imagens para seu blog?

Agora que conhece as informações mais importantes sobre direitos de autor no conteúdo visual, pode conhecer a melhor forma de adquirir conteúdo visual de forma legal.

Esse conteúdo pode ser adquirido em sites próprios, conhecidos por bancos de imagens, através do contacto direto com os autores das imagens ou com a captura de fotos próprias.

Neste artigo vamos explorar a primeira opção, a dos bancos de imagens, tanto os gratuitos como os pagos. Claro que existem diferenças entre estes dois tipos de sites, como pode ser visto de seguida.

      Bancos de imagens gratuitos:
Possui uma grande variedade de imagens à escolha e de diversos temas, sendo que grande parte possui boa qualidade. As imagens para seu blog são facilmente baixadas e carregadas no website. A principal desvantagem é a grande possibilidade de fotos iguais a outros blogs.
 Bancos de imagens pagos: como existem menos pessoas com bancos de imagens pagos, existe maior probabilidade de ter conteúdo visual único! As imagens encontradas, regra geral, são diversificadas e de excelente qualidade, o que pode aumentar o engajamento.

Na opinião do Kit Criar Blogs, os bancos de imagens pagos são mais adequados a blogs profissionais e que, realmente, desejem um crescimento bem-sucedido. Isto deve-se, essencialmente, às imagens únicas e de qualidade.

Claro que se estiver a começar e não tiver forma de investir, pode continuar no banco de imagens gratuito e conseguir um excelente engajamento.


Quanto aos bancos de imagem, pode escolher um dos que se encontra abaixo. Qualquer um deles é uma boa escolha para começar.

Bancos de imagens gratuitos

Pixabay : um dos bancos de imagens mais conhecidos no mercado e que permite o uso de imagens gratuitas ilimitadas. Tem uma excelente seleção de imagens.

Stocksnap: um banco de imagens que recomendamos pela simplicidade no uso. Tem imagens de qualidade e uma seleção ampla.

Photopin: totalmente focado em bloggers, este é um dos melhores bancos de imagens para quem está a iniciar a sua atividade.

CreativeCommons: encontre diversas imagens para seu blog, sempre com a criatividade digna deste site.

iStock: encontre uma grande variedade de imagens com uma simplicidade típica deste website

Wikimedia: Tem um enorme banco de imagens. Lembre-se de olhar para os direitos da imagem que deseja.

Bancos de imagens pagos

Crestock: Uma ótima opção para fotos pagas é Crestock, que pode cair um pouco por ser mais caro, mas ainda custa relativamente menos do que os sites de imagens mais caros na rede.

Shutterstock: este é o banco de imagens mais conhecido na vertente paga e que apresenta imagens de qualidade e com uma grande variedade.

Photodune: com uma grande gama de imagens disponíveis, este é o banco de imagens ideal para si.

DepositPhotos: este é outro dos bancos de imagens mais conhecidos e, sem dúvida, dos mais usados por parte dos utilizadores que pagam.

Fotolia: este banco de imagens foi fundado em 2005 e está associado à Adobe, com uma enorme quantidade de imagens de qualidade.

Estes são alguns dos bancos de imagens mais conhecidos e que, certamente, irão dar-lhe os materiais necessários para atingir o sucesso.

Use-os, tanto na versão gratuita como na paga, e vá trocando entre os mesmos, de modo a ter imagens sempre diferentes para o seu blog.

Exclua o Google Images e o Photobucket da sua lista, pois estes irão contra as regras mencionadas acima. Os bancos de imagens, mesmo gratuitos, serão o suficiente para iniciar o seu projeto digital.

Dicas práticas para adicionar imagens ao seu blog

Existem algumas práticas que devem ser tidas em conta quando adiciona imagens ao seu blog.

Estas práticas servem para questões de SEO, de modo a que o Google entenda as imagens, mas também para o seu leitor, de modo a que o mesmo tenha a melhor visualização possível.

Descubra quais as dicas que temos para lhe oferecer e comente abaixo qual o seu método para adicionar imagens ao blog.

 Renomear as imagens antes de fazer o upload: 

Um dos maiores erros da maioria dos bloggers é enviar a imagem para o wordpress com o mesmo nome que tinha no computador.

Por exemplo, se a imagem no computador tiver o nome “img1234”, no wordpress essa será nomeada como “img1234”, algo que será muito negativo aos olhos do Google.

Tente, sempre que possível, enviar a imagem com o nome do artigo ou, pelo menos, com a palavra-chave.

 Redimensionar as imagens:

Lembre-se de redimensionar as imagens antes de as enviar para o WordPress, pois imagens grandes, embora sejam redimensionadas automaticamente ou manualmente dentro do site, irão pesar no mesmo e, consequentemente, ocupar espaço.

Mesmo que a imagem seja redimensionada dentro do site, o ficheiro original ficará guardado a ocupar espaço dentro da hospedagem. Este problema pode diminuir a velocidade de carregamento do seu blog.

 Use a tag ALT: 

Este passo é essencial se quiser ser encontrado pelos motores de busca. A tag ALT, ou texto alternativo, é o texto que será lido pelo motor de busca e que irá permitir o seu aparecimento nas pesquisas de imagens, como é o caso do Google Images.

Este texto não será lido pelos seus leitores! Para adicionar, basta preencher o campo relacionado com a imagem em questão, com a palavra-chave ou frase pretendida, e guardar. Melhore o SEO do seu site com esta dica tão simples.

Otimize as imagens:

As imagens são um dos campos mais esquecidos durante a otimização de um website. Para otimizar as imagens (em questões de espaço ocupado, principalmente), deve usar um plugin adequado. Dois exemplos que aprovamos no Kit Criar Blogs são o ShortPixel e o EWWW Image Optimizer.

TinyPNG: é um serviço online gratuito para compressão inteligente de arquivos PNG e JPEG, confiável por milhares de empresas em todo o mundo!

Usando estas dicas, certamente conseguirá sentir melhorias no seu blog, tanto a nível de SEO, como de velocidade, desempenho e experiência de usuário.

Três regras de ouro na hora de escolher imagens para o seu blog.
  1. A primeira é escolher imagens que tenham alta qualidade, pois fará a diferença na experiência dos seus leitores.
  2. A segunda está relacionada com a relevância das suas imagens com o conteúdo escrito, pois se essa relação fizer sentido para o leitor, provavelmente ele irá partilhar.
  3. A terceira, e última, é que todas as imagens devem ser utilizadas legalmente!
Conclusão

Esperamos que este artigo o tenha guiado pelo mundo do conteúdo visual e que, de certa forma, tenha respondido a algumas das suas questões. Caso tenham ficado dúvidas ou queira partilhar a sua experiência pessoal, comente abaixo.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Mar 28

Como escolher um domínio para o seu blog? Dicas e ferramentas úteis

By Ana Páscoa | Dicas Online

escolher um domínio

A ideia está pronta, o planeamento concluído e a motivação inicial está ao rubro. Chegou, finalmente, o momento de escolher o domínio para o seu projeto e dar o próximo passo em direção ao sucesso. No entanto, fica uma dúvida: como escolher o domínio para o seu blog?

Despender algum tempo na escolha do domínio é essencial, portanto, seguem-se algumas dicas para o guiar na direção certa.

O que é um nome de domínio?

Antes de saber como escolher o domínio adequado ao seu blog, torna-se essencial saber, ao certo, o que é um domínio. O domínio é o endereço atribuído a um determinado espaço na web, contendo o nome e a extensão do projeto. Este domínio veio facilitar o acesso aos websites, pois, desta forma, não temos que memorizar sequências de números.

Escolher o domínio mais acertado para cada projeto pode ser uma tarefa árdua, portanto seguem-se alguns aspetos que deve ter em conta quando escolher o seu nome de domínio.

7 dicas que mostram como escolher um domínio

Antes do início de qualquer projeto, fazer um brainstorming é essencial. Na escolha de domínio, o procedimento não é diferente. Comece por fazer uma lista com todas as possibilidades de domínio e as variações dos mesmos.

Ao fazê-lo, não pense no seu público nem nos motores de busca, pense apenas no seu projeto, no objetivo do mesmo e na voz que quer transmitir. Terminada a lista, leia as dicas abaixo e vá melhorando as suas hipóteses.

Caso necessite de auxílio na realização do brainstorming, pode usar algumas ferramentas que o irão ajudar a ter uma chuva de ideias relacionadas ao seu projeto

Alguns exemplos são :

6 geradores de nome de domínio grátis

1. Use uma extensão de domínio simples

As extensões são os sufixos que surgem depois do nome de domínio, ou seja, os .com ou .pt. Cada uma dessas extensões oferece informações sobre a sua empresa ou sobre a sua localização geográfica.

No entanto é importante relembrar que existe uma maior projeção dos endereços que terminam em .com. Essa extensão também é memorizada com maior facilidade por parte das pessoas.

2. Mantenha-o curto, memorável, simples e intuitivo

Assim como a extensão deve ser curta e memorável, o nome do domínio deve seguir o mesmo padrão. Evite ao máximo domínios longos e complexos ou que sejam difíceis de pronunciar, pois a dificuldade pode culminar na digitação errada. Mantenha-o fácil de digitar!

Uma dica valiosa de como escolher um domínio, agora que já tem uma lista com possibilidades, é pensar no público-alvo. Por exemplo, o seu público tem dificuldade em entender línguas estrangeiras? Em caso afirmativo, evite-as.

Lembre-se, ainda, que o domínio deve mostrar o foco do seu projeto. Quando a pessoa ouve o seu nome de domínio, deve associar ao nicho a que pertence.

 3. Evite o foco em SEO

Apesar de parecer contraditório com os princípios de SEO, deve evitar pensar nestas práticas enquanto escolhe o seu domínio. Manter o foco em SEO irá levá-lo a pensar, apenas, nos motores de pesquisa e no tráfego extra, o que pode ser prejudicial quando pensamos na vertente humana.

De modo a evitar SEO, identifique o público do seu blog e os objetivos do mesmo. Saiba para quem vai escrever e qual a finalidade e, com essas informações em mente, escolha um nome que mantenha os princípios descritos no ponto anterior: ser simples, curto e intuitivo.

Claro, se no final o seu nome de domínio for uma excelente palavra-chave, conseguirá ter o melhor da vertente humana e da vertente SEO.

 4. Mantenha a criatividade

Apesar de o nome de domínio ter de ser simples e intuitivo, a criatividade não deve ser excluída. Regra geral, nomes mais criativos são facilmente memorizados por parte das pessoas. Encontre um nome que seja criativo e que, realmente, jogue com a mente das pessoas. Dessa forma, garantidamente, será relembrado.

A criatividade irá, também, permitir destacar-se no meio da concorrência. Aposte neste ponto!

5. Verificar disponibilidade

Determinado o nome de domínio, deve verificar a disponibilidade do mesmo no site onde o vai adquirir. No Kitcriarblogs recomendamos o Namecheap. Caso o nome de domínio não se encontre disponível, deve voltar à sua lista e escolher outro que se adeque ao seu projeto.

 6. Escolha um site de registo de domínio confiável

Quando encontrar, finalmente, o domínio que descreve a sua marca, deve pensar em registá-lo, mas não registe no primeiro site que encontrar. Não registe, também, no mesmo site onde se encontra a hospedagem do seu blog. Ter estes dois registados em empresas diferentes irá garantir uma maior segurança para o seu projeto.

Escolha um site de confiança e que lhe ofereça o suporte que necessita para garantir a segurança do projeto. No Kitcriarblogs recomendamos o NameCheap, mais existem outras opções viáveis e que podem ser encontradas abaixo.

 7. Proteja e crie a sua marca

Com um domínio adquirido, só lhe resta proteger a sua marca caso deseje torná-la um projeto monetizado – e mesmo que essa não seja a sua finalidade. Dessa forma, mesmo que o projeto demore a crescer, está seguro e pertence-lhe apenas a si.

Muitas pessoas, ao iniciarem o seu projeto, esquecem-se de fazer o registo da marca e, quando pensam fazê-lo, já a marca está registada por outra pessoa. Evite estes problemas futuros com a sua marca e faça o registo da mesma.

Para obter mais informações sobre o registo da marca, consulte as regras de registo no seu país.

melhor extensão para o seu blog

Como escolher a melhor extensão para o seu blog?

A escolha da extensão para o seu blog irá depender do que, realmente, pretende para o mesmo. Pretende ser associado a determinada localização? Pretende ter uma extensão universal e relembrada por todos?

Na nossa opinião, a melhor extensão é a .com, pois é memorizada mais facilmente e tem um poder de projeção superior. Aliás, esta é uma das primeiras escolhas por parte de pessoas que registam o seu próprio domínio.

Registo de domínio VS registo de hospedagem: entenda a diferença!

O domínio e a hospedagem são dois fatores essenciais aquando o começo de um projeto digital. O domínio, como já explicado anteriormente, é o endereço que é digitado para chegar ao seu blog, enquanto que a hospedagem é o espaço que o seu blog ocupa na internet.

A hospedagem, basicamente, é um meio necessário para colocar o seu blog online. É nesta que se encontram os seus artigos, os ficheiros de imagens, o design da página e tudo o que é necessário para o seu leitor chegar ao espaço e ver o que vê.

Obviamente, existem hospedagens gratuitas que lhe irão permitir armazenar todo o conteúdo sem investimento, mas essas hospedagens são limitadas. Portanto, para obter a melhor experiência para o seu projeto digital, deve investir no alojamento.

Uma recomendação que queremos transmitir é o de nunca adquirir o domínio e a hospedagem na mesma empresa. 

Descubra os melhores locais para comprar o domínio e a hospedagem do seu blog.​​​​​

1. Onde fazer o registo do domínio?

Assim que eleger o seu nome de domínio e de verificar a sua disponibilidade, deve fazer o registo do mesmo e garantir que esse seja direcionado para o seu projeto. Na Kitcriarblogs recomendamos o uso do Namecheap que possui domínios a partir de $9.

No entanto, existem outras opções que já experimentámos e que consideramos viáveis, pois oferecem segurança e suporte. Entre as mesmas recomendamos, essencialmente, as seguintes:

Comprado o domínio, deve redirecioná-lo, através de DNS, para o serviço de hospedagem que irá suportar o seu blog.

Aqui estão mais alguns artigos para mantê-lo inspirado:

 2. Onde comprar o seu plano de hospedagem?

Pode encontrar mais informações sobre a compra da hospedagem  no artigo sobre o tema. No entanto, de forma resumida, a Kitcriarblogs recomenda hospedagem numa das seguintes empresas.

Para obter mais informações sobre este tema, leia o artigo sobre os serviços de hospedagem que aprovamos ou visite a nossa página de recursos.

Provedores de Hopedagem para WordPress

Empresas de hospedagem em Portugal

webhs.pt: Excelentes planos de hospedagem, excelente suporte ao cliente

Webtuga.pt: Bons planos de hospedagem, bom suporte ao cliente

Para mais informações: Melhores empresas de hospedagem em Portugal

Empresas de hospedagem no Brasil

Hostgator.com.br P​​​​rovedor de hospedagem do Brasil

Kinghost.com.br : Outro provedor de hospedagem do Brasil

Para mais informações: Melhores empresas de hospedagem em Portugal e Brasil

Empresas de hospedagem com suporte em Inglês

Siteground: suporte em inglês

Bluehost:suporte em inglês

Para mais informações: Melhores hospedagens com suporte em Inglês

Dos dois provedores mencionados, recomendo os dois. Para iniciantes, recomendo o Siteground.


De uma forma resumida, quando deseja iniciar o seu projeto, deve ter em mente que o investimento inicial necessário é em domínio e hospedagem, sendo que, dessa forma, consegue passar credibilidade e segurança aos seus leitores e seguidores.

Estes irão permitir-lhe, ainda, ser visto como um projeto profissional que, realmente, tem potencial para crescer. Isto porque os possíveis colaboradores irão pensar que se você investiu em domínio e hospedagem, provavelmente levará o seu projeto em frente.

Conclusão

Para concluir este artigo sobre como escolher um domínio, damos-lhe três dicas finais que podem fazer toda a diferença no sucesso do seu projeto: seja coerente, credível e conectado à sua marca. Desta forma, quando surgir novo material do seu projeto, as pessoas irão associá-lo a si e irão confiar no mesmo.

Tem outras ideias de como escolher um domínio que seja inesquecível e memorável? Conte-nos nos comentários.

Desfrutou deste post? Não se esqueça de compartilhar.